Prefeitura faz levantamento de atualização dos cartões de vacina entre comunidade surda

 

Buscando promover saúde e inclusão, a Prefeitura de Porto Velho está fazendo um levantamento entre a comunidade surda para atualização do calendário vacinal preconizado pelo Ministério da Saúde (MS) e acompanhamento da imunização contra a covid-19.

O levantamento, feito por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), com apoio da Associação dos Surdos de Porto Velho (ASPVH), é coordenado pela servidora do município Zeni Silva de Oliveira, que é vacinadora, formada em Serviço Social e pós-graduada na Língua Brasileira dos Sinais (Libras).

Durante a tarde do último sábado (18), a técnica da Semusa, que é preparada para promoção da inclusão, esteve na sede da ASPVH, na avenida Campos Sales, 5176, bairro Eletronorte, para conferir os cartões de vacina dos associados e orientar sobre o público-alvo e destinação de cada vacina disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Quando eu trabalhava no posto de saúde eu percebi que eles atrasavam muito as vacinas e eu acredito que seja por falta de informação, falta de orientação sobre a necessidade de retorno para dar continuidade no cartão vacinal”, disse Zeni.



Orientação sobre atualização vacinal é feita para a comunidade surda

Para o presidente da associação, a iniciativa facilita o acesso da comunidade surda aos serviços. “É extremamente importante, o surdo precisa sair da dependência familiar. Então, um servidor preparado assim, é muito importante para essa mediação. Precisamos dessa acessibilidade, nós estamos batalhando por isso, não apenas para a área da saúde, mas para todas as áreas. Nós, surdos, estamos buscando essa vacinação, mas o que falta mesmo é a comunicação”, lembrou Danilo Ramos, ao garantir que mesmo apesar dos obstáculos, os surdos têm buscado a vacinação, principalmente contra a covid-19.

A partir do levantamento, a Semusa vai programar um atendimento diferenciado para que a comunidade surda tenha o esquema vacinal concluído de maneira que a eficácia da vacina contra o coronavírus e demais doenças seja otimizada.

Postar um comentário

0 Comentários