Polícia Civil cumpre mandado de busca e apreensão em Empresa suspeita de crime de Estelionato




Nesta manhã, a Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão na Empresa identificada pelas iniciais [ N. B. I. ] em Cacoal/RO.

Desde o mês de abril de 2021 a Empresa vem ofertando financiamento, exigindo dos clientes o pagamento de valores (entrada) para a liberação do empréstimo. 

Após o pagamento, a referida empresa não efetua a liberação da quantia contratada e nem restitui os valores, revelando aos clientes que se trata de um consórcio ou autofinanciamento.

A investigação se iniciou com o registro de várias ocorrências, sendo que já foram ouvidas 09 (nove) vítimas. Todas elas narram o mesmo modus operandi dos vendedores. 

A Empresa anuncia o empréstimo facilitado e sem burocracia para a aquisição de bens. As vítimas entram em contato com os vendedores e formalizam o contrato, porém, são informados que precisam dar uma entrada para a liberação dos valores contratados. 

Ocorre que após o pagamento, os clientes não recebem o empréstimo e os vendedores apresentam as mesmas informações, isto é, de que há prazo para liberação dos recursos, de que se trata de um consórcio ou de atrasos em razão da pandemia, a empresa não tem autorização do Banco Central para atuar como instituição financeira.

Os contratos apresentados às vítimas não deixam claro se tratar de um consórcio, utilizando-se de termos como “Grupo de Investimentos” ou “Autofinanciamento” com o objetivo de ludibriar e atrair clientes, no escritório da Empresa foram encontrados 12 (doze) vendedores, o Gerente e 01 (um) segurança, contratado após algumas vítimas realizarem ameaças, o Gerente tentou esconder seu aparelho celular na meia, mas foi flagrado pelos policiais e alegou que estava com medo de ser preso, aparelhos celulares, notebook, móveis e contratos foram apreendidos para a continuidade da investigação, a Polícia Civil informa que as vítimas devem procurar a Delegacia de Polícia e registrar ocorrência sobre o crime.

Fonte: PC/RO

Postar um comentário

0 Comentários