Caps Infanto Juvenil realiza ato em alusão ao Setembro Amarelo

 

Dando seguimento nas ações de promoção à campanha Setembro Amarelo, a Prefeitura de Porto Velho realizou, na segunda-feira (20), mais um ato de promoção à vida. Uma série de atividades foi realizada no Caps Infanto Juvenil, envolvendo palestras motivacionais, conversas com psicólogos e soltura de balões. O objetivo foi abordar e reforçar a valorização da vida e a importância da saúde mental.

“Muitos pacientes têm dificuldades em traduzir tudo que sentem, por isso, ações como a de hoje são importantes para mostrarmos que há apoio e tratamento acessíveis a eles”, explica a gestora da unidade, Luzia Viana.

A escolha do Caps Infanto Juvenil foi estratégia para a ação. A unidade atende, atualmente, mais de três mil crianças e adolescentes com idades entre 5 e 17 anos. Priscila Umbeline é psicóloga na unidade e acompanha, diariamente, o papel do serviço na evolução e melhora dos pacientes.

“São crianças e adolescentes com problemas bem particulares. Muitos lutam contra o sofrimento mental e necessitam, especialmente, de acompanhamento psicológico ou psiquiátrico. Do outro lado, atendemos também a pacientes com o espectro autista e esquizofrenia", explica.

O atendimento é referência e atrai até pacientes de outras localidades. Deuza Almeida é do Estado do Acre e se mudou para Porto Velho para garantir acompanhamento aos dois filhos.

“Um possui autismo e outro TDAH. Nos mudamos para cá em busca de um atendimento e melhor qualidade de vida para eles. Desde que iniciamos o acompanhamento observamos uma evolução na vida dos dois e, porque não, na minha também como mãe”, explica a moradora.



Atendimento no Caps é referência

O evento contou com a presença da primeira-dama do município, Ieda Chaves. Ela acompanhou o início das atividades e conversou com os servidores e pacientes. No ato final, todos os presentes participaram da soltura de balões nas cores da campanha.

“É importante que, durante o Setembro Amarelo, divulguemos a estrutura robusta que a Prefeitura oferece aos pacientes que necessitam de acompanhamento psicológico ou psiquiátrico. Muitos não sabem que contamos com uma gama de serviços. Não podemos permitir que essas crianças e adolescentes sofram em silêncio. É urgente dizer sim à vida”, afirmou a primeira-dama.

O Caps Infanto Juvenil está localizado na rua Matrinchã, 665, bairro Lagoa.

Postar um comentário

0 Comentários