Em entrevista a Radio Ativa, Everaldo Fogaça fala do mandato, avalia momento político-eleitoral de Rondônia e confirma pré-candidatura


Porto Velho, RO - O vereador e jornalista Everaldo Fogaça (Republicanos), foi entrevistado neste sábado no Programa Jogo Aberto, apresentado por Jota Junior, que foi ao ar pela Rádio Ativa. 

Fogaça abriu a conversa falando acerca das ações recentes do mandato, que nas últimas semanas foi focada em ações em benefício da população da periferia, particularmente nas zona Leste e Sul da capital. “Está terminando a época das chuvas e é o momento de acelerar as ações, cobrando do Município atendimento de demandas”.

Fogaça adiantou que agora também é o momento de se começar a atender as demandas dos distritos, através da secretaria de Agricultura, “pois temos uma população de mais de cem mil pessoas no campo dependendo de estadas e suporte para escoamento de produção e sua própria vivência do dia a da”.

Ele também abordou outras questões, como o caso da Estrada da Areia Branca, falou sobre o acesso quem junto ao governo do Estado, que contribui para as ações do mandato na Câmara, trazendo mais benefícios à população.

Falando de política-eleitoral, Fogaça saudou o ingresso de Mariana Carvalho ao partido que faz parte, manifestando seu apoio à pré-candidatura dela ao Senado Federal. Ele também comentou em linhas gerais o desafio que os candidatos à ALE e as vagas da Câmara Federal terão nas urnas este ano, prevendo uma disputa bem acirrada, com muitas surpresas.

Everaldo Fogaça reiterou sua pré-candidatura a deputado estadual, argumentando que a capital precisa de pessoas mais atuantes na Assembleia Legislativa. “Temos seis deputados estaduais de Porto Velho, mas salvo um ou outro, não se vê um retorno à sociedade à atura de tal representatividade. Precisamos de gente mais compromissada com nossas demandas e nossa população ocupando este espaço”.

Finalizando, ele ressaltou a união entre o governador Marcos Rocha e o prefeito Hildon Chaves em torno de um projeto voltado a fortalecer a capital, “coisa que nunca antes aconteceu em Rondônia”, destacando que essa composição resultará em investimentos de monta e avanços para Porto Velho.

Assista a entrevista na íntegra:


Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem