Cacoal: NÃO Retorno das Aulas Presenciais e Transportes Escolar nao passa de gestão de incompetência Adailton Fúria

Corazinho atribui não retorno das aulas presenciais em Cacoal a incompetência do prefeito e da Semed

Porto Velho, RO - Após ser questionado por pais e lideranças, o vereador Valdomiro Corá (Corazinho/MDB), se manifestou através de áudio divulgado nos grupos de Whatsapp de Cacoal nesta quinta-feira (17) sobre o retorno das aulas presenciais e o Transporte Escolar do município.

Na opinião do parlamentar, o fato dos alunos não estarem em sala de aula, não se atribui aos casos de Covid ou gripe conforme tem alegado a Secretaria Municipal de Educação (Semed), e sim, por total incompetência do prefeito e da equipe responsável pela pasta, que de acordo com o vereador, até agora, não deram conta de licitar a contratação de motoristas e monitores para o Transporte Escolar.



“Com isso, estamos hoje sem transporte suficiente para os alunos da rede pública do município tanto na área urbana, como rural. Falta ônibus, motoristas, monitores e professores. A Secretaria e o prefeito alegam que é por causa da pandemia, mas não é por isso, e sim por causa disso”, afirma Corazinho em resposta na gravação.

Suspensão

A Prefeitura de Cacoal decretou a suspensão das aulas presenciais da rede municipal até março deste ano. O decreto foi publicado no Diário Oficial do último dia 3 deste mês, comunicando ainda que os alunos devem voltar para as salas de aulas somente no dia próximo dia 14 de março, caso os casos de Coronavírus tenham diminuído.

“O prefeito teve praticamente o ano passado inteiro e o recesso escolar para se programar. Fica desfilando com ônibus na cidade, mas não coloca as crianças em sala de aula. Fala que é por causa da Covid, mas é falta de responsabilidade mesmo. E infelizmente, as aulas presenciais podem atrasar ainda mais, porque até agora, o processo licitatório não foi concluído”, complementa o vereador Corazinho, pedindo uma solução urgente para os pais que não suportam mais ver os filhos sendo prejudicados com aulas remotas.

O legislador lembra ainda que o processo de licitação para contratação dos servidores para o Transporte Escolar do município pode ser acompanhado por qualquer pessoa no site oficial da Prefeitura de Cacoal.

Além da cobrança feita pessoalmente ao vereador, pais dos alunos da Rede Pública Municipal também estão em campanha que está sendo amplamente nas redes sociais pedindo a retomada em sala de aula.


ONU e MPRO

A própria ONU (Organização das Nações Unidas) já fez apelo para o retorno das aulas presenciais. Um relatório da Organização aponta que mais de 1,4 bilhão de jovens e crianças no mundo foram impactados com as aulas a distância durante pandemia. A necessidade de aulas remotas, de acordo com o levantamento, dificultou a educação básica de crianças e adolescentes, principalmente. O secretário-geral da ONU António Guterres, fez um apelo pela reabertura de Escolas para corrigir o que chamou de "catástrofe geracional".

A paralisação, observa Guterres, pode exacerbar as desigualdades que já existiam antes da pandemia e causar prejuízos ao longo de décadas. Antes do avanço da Covid-19 pelo planeta 250 milhões de crianças já estavam fora da sala de aula, nas contas da Unesco. Além disso, um quarto dos alunos de países em desenvolvimento se formam no Ensino Fundamental sem conhecimentos básicos.

O Ministério Público de Rondônia (MP/RO) também já tem acenado favorável ao retorno das aulas presenciais por intermédio de liminar tendo em vista "o déficit educacional evidente", devido ao "fato dos alunos estarem sem aulas presenciais há aproximadamente dois anos, sendo imprescindível o retorno das aulas presenciais neste ano letivo".
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem