Enfermeiros e técnicos participam de curso de Reanimação Cardiopulmonar



Porto Velho, RO - Enfermeiros e técnicos em enfermagem lotados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do distrito de Jaci-Paraná e Unidade de Saúde de União Bandeirantes, além de profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Porto Velho, participaram de um curso de capacitação na quarta-feira (15), sobre Reanimação Cardiovascular, com o propósito de salvar mais vidas.

No período da manhã, os profissionais tiveram aulas de Reanimação Cardiopulmonar (RCP) em pessoas adultas e também nas gestantes. À tarde o curso foi voltado para RCP neonatal e infantil. Ao todo, 22 profissionais participaram das aulas.

“Trata-se de um treinamento de suporte básico de vida, que visa capacitar os profissionais de enfermagem para atender a maior emergência que a gente tem no campo de atuação da urgência e emergência, que é a parada cardiorrespiratória”, explicou a enfermeira Mara Bastos, coordenadora do NEP do Corem/RO.

NOVOS PROTOCOLOS

Para Eucilene Vidal Nogueira, técnica em enfermagem de Jaci-Paraná e integrante do NEP daquele distrito, o curso é muito importante para que os profissionais estejam sempre atualizados com as novas técnicas e mais vidas sejam salvas. “Sempre há mudança nos protocolos de atendimento, por isso é muito importante que a gente esteja atuando de forma correta para salvar vidas”, afirmou.



Profissionais aprendem novas técnicas de massagem cardíaca

Outra técnica em enfermagem lotada em Jaci-Paraná, Maria das Dores disse que gostou muito do treinamento, pois aprendeu novas técnicas sobre como proceder durante a massagem cardíaca no paciente, tanto em adulto quanto nas crianças. “Me sinto muito mais preparada”, frisou.

Ainda de acordo com Mara Bastos, um profissional capacitado vai salvar mais vidas, a partir do momento em que ele sabe identificar o problema, as técnicas a serem empregadas e o equipamento necessário. “Ele vai salvar vidas, melhorar o prognóstico do doente e, assim, devolver esse doente sem sequela nenhuma ou com a mínima sequela possível para a sociedade”, comentou, acrescentando que a ideia é capacitar os profissionais de todas as unidades, incluindo as do baixo Madeira

O treinamento aconteceu no Centro de Educação Técnico-Profissional na Área da Saúde (Cetas), na capital, por uma parceria com o Núcleo de Educação Permanente (NEP) do Conselho Regional de Enfermagem de Rondônia (Coren/RO), NEP de Jaci-Paraná e do Samu, com apoio da Secretaria Municipal de Saúde e do governo estadual.

Postar um comentário

0 Comentários