Sesau discute otimização no processo de trabalho nas unidades hospitalares em Rondônia



Coord. Adriana Larissa em reunião com representantes das unidades hospitalares da Macro Região I, 24/08/2021

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) realizou, nessa terça-feira (24), reunião com representantes das unidades hospitalares da Macro Região I. Dentre eles diretores, gerentes de enfermagem, gerentes administrativos e equipe do faturamento.

O encontro objetivou a otimização do processo de trabalho, fortalecendo a necessidade para que cada unidade busque a qualidade nos dados informados ao Ministério de Saúde, seja por meio do processo de informação para faturamento dos procedimentos executados, quanto no Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde (Cnes).

Outra finalidade da reunião foi trazer como produto a formatação e a configuração de uma rede de atenção à saúde, onde uma unidade hospitalar complemente o serviço da outra, evitando desequilíbrio entre a oferta e demanda do Sistema Único de Saúde (SUS).

A coordenadora da Assessoria Técnica da Sesau (Astec), Adriana Larissa, conta que o encontro faz parte do Planejamento do Grupo Técnico do Estado. “A reunião discutiu vários pontos importantes da Saúde, mas a principal temática foi sobre a Rede de Urgência e Emergência, que tem como objetivo a ampliação do acesso e melhoria da qualidade da Saúde no SUS, visando discutir as principais problemáticas de saúde que envolvem a área de urgência e emergência, buscando atendimento de forma resolutiva, por meio da organização da rede de atendimento, almejando ações e serviços de saúde organizado e funcionando de forma harmônica e integrada”.

O secretário-adjunto da Sesau, Nélio de Souza, pontua que o encontro é necessário para que os profissionais possam esclarecer dúvidas e, até mesmo trocar experiências. “Abordar sobre a Saúde Pública é uma temática que deve ser discutida com frequência, uma vez que é algo de interesse da população e, atualizar e qualificar as informações de saúde, bem como conhecer e compreender o perfil de cada hospital ajuda a saber qual a especificidade de cada um”.

Para Jarbas Bandeira da Coordenação de Atenção Integral à Saúde (Cais), que palestrou no encontro, “é o início de trabalho, no qual iremos ofertar a capacitação às equipes de faturamento para melhorias, além da qualificação das informações e configurar nossa oferta de serviço por meio das Gerências Regionais de Saúde, observando o banco de dados epidemiológico e, assim, equilibrar essa oferta dentro da necessidade de cada unidade e melhorar nosso faturamento”, diz.

Fonte: Secom

Postar um comentário

0 Comentários