Rondônia adere Campanha Mês da Primeira Infância do Governo Federal; lançamento aconteceu em Brasília



Rondônia e mais 20 unidades federativas aderiram à campanha do Governo Federal

Lançada na manhã desta segunda-feira (2), no Ministério da Cidadania, a Campanha Mês da Primeira Infância, que vai até o final do mês de agosto e visa atuar em conjunto com Estados interessados para promover ações e políticas públicas voltadas a crianças de zero a seis anos.

Rondônia e mais 20 unidades federativas aderiram à campanha que faz parte do Programa Criança Feliz do Governo Federal. A agenda do mês intensificará atividades, palestras e debates sobre a importância da primeira infância, envolvendo órgãos do Governo Federal, dos poderes executivo, legislativo e judiciário e atores da sociedade civil que farão exposições presenciais e virtuais sobre a temática.

A gestora da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas), Luana Rocha, acompanhou o lançamento e se disse privilegiada com a iniciativa federal. “Temos uma oportunidade de melhorar o cuidado com as crianças na primeira infância, bem como mães e gestantes, assim como temos feito nos programas Criança Feliz + e o Mamãe Cheguei”.

O histórico do programa Criança Feliz foi pronunciado pela secretária Nacional de Atenção à Primeira Infância, Luciana Siqueira. A gestora falou que pela sensibilidade do presidente da República, Jair Bolsonaro, foi possível aumentar o número de atendidos pelos programas sociais. “Foi criada pelo Decreto 10.357/2020 a Secretaria Nacional de Atenção à Primeira Infância com uma gestão pautada em diálogos constantes com parceiros importantes que querem investimento e valorização da primeira infância”, acrescentou.

A coordenadora da Comissão Externa para Políticas Públicas para a Primeira Infância, Paula Belmonte, ressaltou a importância das crianças para o país. “Elas são mais que o futuro da nação. São a base do que vamos precisar. Elas têm direito à família, alimentação e temos que nos unir em prol da dignidade dessas crianças, que estão fora da sala de aula e têm passado fome”, pontuou.

Com o anúncio de que o Programa Criança Feliz foi destacado pela Cúpula Mundial de Inovação para a Educação de 2019 como uma das seis melhores iniciativas no enfrentamento aos desafios da Educação, o ministro da Cidadania, João Roma, destacou a criação da estrutura específica em 2020. “Nossos servidores atuam incansavelmente na construção do presente e do futuro de nossas crianças”, disse.

O programa rondoniense “Mamãe Cheguei” tem por meta atender a 5.500 gestantes dos 52 municípios com kits natalidade para os cuidados do bebê. Já o programa “Criança Feliz+” visa realizar transferência de renda a famílias rondonienses em situação de vulnerabilidade social e econômica e que tenham no núcleo familiar crianças de zero a três anos.Nesta ação, o objetivo é alcançar 2.020 famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza.

Também esteve presente no evento, a ministra-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Flávia Arruda, o ministro do Trabalho e Previdência Social, Onix Lorenzoni, a secretária nacional de Assistência Social, Maria Yvelônia dos Santos Araújo, secretários estaduais e representantes da sociedade civil.

Fonte: Secom

Postar um comentário

0 Comentários