Projeto de gestão e captação de sangue desenvolvido pela Setic é apresentado para gestores da Fhemeron



Para desenvolver o software, a Setic trabalhou em duas etapas, sendo a análise de negócios e idealização do projeto

O Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic), promoveu na última sexta-feira (20), no Palácio Rio Madeira, em Porto Velho, uma apresentação do projeto do novo Sistema Integrado da Hemorrede de Rondônia (SIHRO) ao presidente e aos técnicos de operação da Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia (Fhemeron), que contou com a participação virtual do presidente Reginaldo Girelli.

O sistema vai ser desenvolvido por analistas e técnicos da Setic, será capaz de gerir todo o ciclo de sangue, desde a captação até a distribuição do material, controlando cada etapa. A entrega do primeiro módulo, que será o processamento da bolsa de sangue do novo sistema está prevista para este ano.

Para o superintendente da Setic, Delner Freire, a ideia é atender melhor a população e ter mais controle sobre as demandas que os hospitais requerem. “É uma proposta de inovação, que faça com que haja uma agilidade, eficiência e efetividade da entrega do sangue para as pessoas que estão necessitando. Detectar a região que têm mais doadores, fazer uma reserva com controle de estoque, um sistema ligado a esse fornecimento”.

Para desenvolver o software, a Setic trabalhou em duas etapas, sendo a análise de negócios e idealização do projeto. A equipe de negócios da Setic realizou na segunda quinzena do mês de abril, um diagnóstico situacional junto à Fhemeron, com o objetivo de avaliar em um ponto de vista técnico, econômico e organizacional, a fim de identificar a viabilidade do projeto.

A equipe também realizou a análise de negócios dos macroprocessos existentes para avaliar as variáveis externas e internas, que tem influências diretas no projeto. Durante a etapa, foram aplicadas ferramentas que proporcionam a organização, uma visão geral para o fornecimento de dados e entendimentos fundamentais do projeto, com um mapa de recomendações que vai servir para tomadas de decisões estratégicas, táticas ou operacionais.

A etapa de criação contou com a participação da equipe de negócios e desenvolvimento de sistemas da Setic e com a equipe de especialistas da Fhemeron em um workshop colaborativo onde as ideias foram apresentadas. Todos os envolvidos no projeto conseguem opinar e propor suas ações para intervir nos problemas apresentados. Um bom resultado do momento de ideação é percebido quando se chega à uma solução desenvolvida a partir de várias perspectivas sobre a questão inicial.

A Product Owner da Setic, Maria Luiza Coelho Guimarães, cita que a criação do projeto em conjunto com a análise de negócios permitiu a identificação do processamento da bolsa de sangue, como o serviço prioritário dentro da Fundação. “Na ideação, conseguimos identificar com o cliente todas as etapas em que a bolsa de sangue percorre após a sua coleta. Com isso, a equipe de desenvolvimento consegue validar todos os cenários práticos da Fhemeron no trabalho cotidiano, trazendo essa experiência para dentro do novo sistema propondo melhorias para facilitação do trabalho atual.

Para a gerente da Fhemeron, Ana Carolina, a intenção da criação de um novo sistema é modernizar, gerando uma integração com a Hemorrede e agregando qualidade e segurança. “O sistema atual será substituído e implantado em todo o Estado, sendo uma grande necessidade e vai gerar maior eficácia nos processos internos nos hospitais”.

Ana Carolina ressalta que a criação do novo sistema é uma aposta, pois são poucos os estados do Brasil que possuem projeto próprio para captação de doadores. “Com o novo sistema aqui em Rondônia, haverá melhorias na metodologia de trabalho, gerando mais agilidade aos técnicos”.

Fonte: Secom

Postar um comentário

0 Comentários