Madeireiras são alvos de operação da PF, Funai, Sedam e Polícia Ambiental por extração e comercialização de toras em terras indígenas em RO



A Polícia Federal (PF), juntamente com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), FUNAI, Secretaria Estadual de Desenvolvimento Ambiental (SEDAM) e Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) deflagraram hoje a operação “Brasil Mais”.

A ação é fruto de denúncias apontando que madeireiras da região estariam comercializando toras de madeira extraídas ilegalmente de terras indígenas.

Além disso, a Polícia Federal, através da plataforma “Brasil Mais”, que dá nome à operação, observou através de imagens via satélite a existência 491 alertas de desmatamento nos Municípios de Nova Mamoré/RO e Guajará-Mirim/RO, que corresponde a 9 mil metros quadrados de devastação de floresta.A força-tarefa empreende diligências no interior das terras indígenas Igarapé Lage, Ribeirão e Karipuna e fiscalização junto às madeireiras.

Os criminosos responderão receptação qualificada e pela destruição de floresta nativa, cuja pena pode ir até 12 anos de reclusão.







Fonte: Redação (com informação da assessoria)
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem