O dia na história por Lúcio Albuquerque

O DIA NA HISTÓRIA

Lucio Albuquerque

Jlucioac@gmail.com

BOM DIA 11 DE JUNHO!

HOJE É

Dia da Marinha Brasileira, Dia do Educador Sanitário,

Católicos lembram Santa Paula Frassinetti, São Barnabé e São João de São Facundo

RONDÔNIA

1901 – O consórcio Bolivian Syndicate of New York, com patrocínio do governo boliviano, se instala na região do hoje Estado do Acre, então pertencente à Bolívia, mas ocupado por seringueiros brasileiros. 

1916 – Trabalhadores da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré criam o primeiro time de futebol em Porto Velho, o União Esportiva (em 1919 Ypiranga Sport Club).

BRASIL

1822 – Fundada a Marinha do Brasil. 

1865 – Batalha Naval de Riachuelo, vencida pelo Brasil. 

1996 — Explosão do Osasco Plaza Shopping (SP): 46 mortos e mais de 400 feridos. 

1974 — Morre Eurico Gaspar Dutra, 16º presidente brasileiro (n. 1883). 

MUNDO

1184 a.C. — Troia (na atual Turquia) é incendiada, conforme o historiador Eratóstenes. 

1864 — Nasce Richard Strauss, compositor alemão (m. 1949). 1982 - Lançado o filme ET, o Extraterrestre, o maior sucesso de bilheteria da década. 

2010 — Começa na África do Sul a primeira Copa do Mundo FIFA em continente africano. 

1982 - Lançado o filme ET, o Extraterrestre, o maior sucesso de bilheteria da década.

FOTO DO DIA

1982 – Carnaval. Rondônia comemora sua primeira folia de Momo na condição de Estado, criado há dois meses. Depois de uma disputa grande pelo título de “melhor escola de samba” rondoniense, com destaque para o duelo entre a Diplomatas e a Pobres do Caiari, a folia se transferia para os salões dos clubes Ferroviário, Ypiranga, Círculo Militar e outros locais, como o Danúbio Azul Bailante Clube. 

Mas o grande baile, com participação maciça de todos segmentos da sociedade, era no Botafogo, quando milhares de pessoas tomavam todo o espaço  do clube da “estrela solitária” – na foto o diretor Camachinho, de braços abertos para receber o folião João Bosco (Bosquinho), “que se caracterizava pelo traje de noiva, sua marca registrada nos grandes eventos carnavalescos”, como narrou o turismólogo Ivo Feitosa. Por volta das 5:30 os foliões iam para a Praça Rondon, participar do “encontro dos blocos”. (F. Ivo Feitosa/texto Lúcio Albuquerque)

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem