Multivacinação objetiva intensificar vacinação para completar esquema vacinal dos rondonienses

No dia V de vacinação, 25 de junho, municípios organizarão os ambientes para vacinação da população rondoniense

Porto Velho, ROPara melhorar a cobertura vacinal no Estado, o Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde – Agevisa organiza junto aos municípios uma campanha de multivacinação. O evento acontecerá no próximo dia 25 de junho. O alerta é para a possibilidade do retorno de doenças que já estavam em processo de erradicação ou erradicadas no Brasil e que precisam ser mantidas sob controle sanitário.

A campanha é de suma importância para os rondonienses, em especial aqueles que perderam prazos e não completaram o esquema vacinal. Essas pessoas tornam-se mais vulneráveis às doenças. Gestores municipais em todo o Estado colocarão salas de vacinas à disposição da população.

DADOS DA COVID-19

Uma das principais medidas preventivas para reduzir ocorrências de casos graves e óbitos é a vacinação

De acordo com dados do Boletim Covid-19, na última quinzena de junho, o número de óbitos por covid-19 no dia primeiro do mês foi de 2 casos, enquanto no dia 15 não houve registro. No mesmo período do mês foram registrados no dia primeiro 183 casos confirmados de covid-19, enquanto no dia 15 esse número saltou para 416.

“Entre os imunizantes oferecidos estão os destinados a vencer a covid-19. Em Rondônia o número de óbitos por covid-19 reduziu a quase 90%, mas em outra leitura há um alto índice de infecção. Os casos confirmados têm aumentado e por isso a necessidade urgente de reforçar a vacinação. Estudos comprovam a contribuição da imunização para o retorno a normalidade e derrocada da pandemia”, alertou o diretor-geral da Agevisa, Gilvander Gregório de Lima.

MEDIDAS PREVENTIVAS

A luta e prevenção contra a covid-19 não terminou e o Governo do Estado mantém uma constância em campanhas para o uso rotineiro de medidas adequadas. O uso de álcool em gel, higiene das mãos, distanciamento social e ao uso de máscaras em casos de sintomas gripais. Mas a principal medida preventiva para reduzir ocorrências de casos graves e óbitos, ainda é a vacinação. 

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem