Maio Amarelo é marcado por diversas ações voltadas à Educação de Trânsito em Cacoal

Simulações de acidentes de trânsito têm sido realizadas para chamar a atenção da população para o alto índice de acidentes

Porto Velho, RO - Por meio do Departamento Estadual de Trânsito – Detran, ao longo de todo este mês, o Governo de Rondônia tem realizado ações voltadas à Educação de Trânsito, em alusão ao Maio Amarelo. Em Cacoal, desde o início do mês a Circunscrição Regional de Trânsito de Cacoal – Ciretran tem buscado promover palestras nas escolas, pit-stops, abordagens junto ao comércio e várias outras ações. Até mesmo simulações de acidentes de trânsito têm sido realizadas para chamar a atenção da população que trafega pelas ruas, seja de carro, moto, a pé ou de bicicleta. Trata-se de um Movimento que surgiu com a proposta principal de despertar a atenção da comunidade para o alto índice de feridos e mortos no trânsito, em todo o mundo.

“O Maio Amarelo é um movimento que surgiu da sociedade e tem como objetivo intensificar as ações educativas que possam ajudar a reduzir o índice de acidentes de trânsito. Todas as ações são pensadas em sensibilizar as pessoas, pois o trânsito é um compromisso de todos”, destacou Luiz Ormídio, responsável pela Educação de Trânsito na Ciretran de Cacoal.

Palestras nas escolas têm sido realizadas com frequência

Também atuando no Setor de Educação no Trânsito, a estagiária do curso de Pedagogia, Sarah de Oliveira Aviz, trabalha com muito capricho na confecção de quadros e diversos outros materiais utilizados nas atividades de conscientização.

“A Educação de Trânsito é algo muito importante, principalmente pensando pelo lado do pedestre. Se cada um se convence da sua responsabilidade, o trânsito melhora para todos e os riscos de acidentes são reduzidos”, afirma Sarah.

“Principalmente quando fazemos atividades de Educação de Trânsito junto às crianças, esses materiais fazem a diferença. A gente consegue promover uma interação maior com o apoio de uma série de materiais didático-pedagógicos”, concluiu a estagiária da Ciretran de Cacoal.
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem