Idaron reforça que prazo para a entrega da declaração do rebanho rondoniense encerra nesta terça-feira

Em Rondônia, 86% dos produtores rurais já atualizaram seus cadastros junto à Idaron

Porto Velho, RO - Os produtores rurais de Rondônia que criam bovinos, bubalinos, ovinos, suínos e caprinos (animais suscetíveis à Febre Aftosa), além de equídeos e aves, têm até esta terça-feira (31) para declarar seus rebanhos à Agência Estadual de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril – Idaron.

Vale salientar que a declaração é obrigatória e pode ser feita pela internet, no site da Idaron, e-mail ou WhatsApp da unidade mais próxima, em cada município, ou presencialmente, nas unidades locais da Idaron. “Quem não efetivar a declaração dos rebanhos dentro do prazo, continuará impossibilitado de emitir a Guia de Trânsito Animal – GTA devido ao bloqueio da ficha cadastral e será notificado a regularizar imediatamente as pendências, evitando ser penalizado pela inconformidade”, alerta o presidente da Idaron, Julio Cesar Rocha Peres.

Apesar do alerta feito pela Agência, vale destacar que, dos mais de 120 mil produtores que devem fazer a declaração, mais de 86% já atualizaram seus cadastros junto à Idaron. “É um cenário muito positivo. Os produtores entenderam a importância da medida para que Rondônia se mantenha firme na manutenção do status de área livre de febre aftosa sem vacinação”, acentua Julio Cesar.

Das quase 111 mil declarações já recebidas, cerca de 29,4% foram on-line, ou seja, mais de 32 mil. Para obter esse resultado tão animador, a Idaron investiu em tecnologia e disponibilizou diversos canais para atender e levar informação ao homem do campo. Hoje, os serviços oferecidos pela Agência possibilitam que a declaração seja feita de casa, no momento mais cômodo ao produtor rural, independente do horário de atendimento das unidades da Idaron.

A declaração é uma etapa importante para que Rondônia mantenha o status internacional de área livre de febre aftosa sem vacinação, com reconhecimento da Organização Mundial da Saúde Animal – OIE. “É de extrema importância que o produtor faça a declaração do rebanho, para que a Idaron mantenha atualizado o banco cadastral de dados, em cumprimento às exigências do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa. Esse é um dos compromissos que integra a política de responsabilidades compartilhadas”, destacou o coordenador técnico da Idaron, Walter Cartaxo.
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem