Condutores são orientados em ações educativas do Detran; medida reforça Movimento Maio Amarelo

Agentes de Educação de Trânsito em abordagem direta a condutores na ação “Motorista Camarada”

Porto Velho, RO - “Você sabia que dirigir embriagado pode ter vários prejuízos financeiros e sociais para uma pessoa, e que o principal deles é a sua vida e a vida de seus pares? Álcool e direção não é acidente. É escolha”. Com esta mensagem, os Agentes de Educação do Departamento Estadual de Trânsito – Detran Rondônia realizou no fim de semana, 13 e 14, diversas ações educativas em Porto Velho. As atividades fazem parte do Movimento Maio Amarelo, que tem como tema “Juntos Salvamos Vidas”, e são executadas pela Diretoria Técnica de Educação de Trânsito – Dtet.

Jornalista Paulo Ricardo Leal recebe orientações dos agentes da Dtet e parabeniza o Detran pelo trabalho

Com o projeto “Condutores em ação”, os agentes da Dtet, realizaram atividades nas noites de sexta-feira (13) e sábado (14) em bares e conveniências de Porto Velho, denominada ‘Motorista Camarada”. Já no sábado, pela manhã, os agentes executaram uma “Blitz Educativa” e “Pit Stop”, na avenida Amazonas.

O “Motorista Camarada” consiste na abordagem de cidadão, que frequenta bares e conveniências, sobre a condução segura, incentivando que entre os amigos escolham um, que não esteja ingerindo bebida alcoólica, para ser o condutor do veículo na volta para casa. Já a blitz, a abordagem teve como público alvo motociclistas, e no pit stop os agentes orientaram o público que frequentava a feira livre. As ações têm o objetivo de orientar os condutores quanto ao cumprimento do Código de Trânsito Brasileiro – CTB, e assim zelar pela segurança no trânsito”, explicou, o diretor da Dtet, Ruymar Pereira de Lima.

“O trabalho demonstra o quanto o Detran Rondônia está comprometido com a redução de sinistros no trânsito, pois através de uma conversa amistosa, faz o motorista refletir sobre a responsabilidade com as vidas ao conduzir um veículo. Hoje, voltarei para casa com segurança, pois estou utilizando um transporte alternativo. Não vale a pena colocar em risco a minha vida, pois como os próprios agentes citaram, minha família espera que eu chegue em casa com segurança”, parabenizou o jornalista Paulo Ricardo Leal ao destacar o trabalho da Diretoria Técnica de Educação de Trânsito.

Coordenadora da equipe que esteve em ação nesta sexta, Gilceli Correia de Oliveira, explica que faz parte das atribuições do Detran a devolutiva social. “Somos educadores de trânsito, nossa responsabilidade social é importantíssima para a mudança de comportamento, incentivando as pessoas ao cumprimento da legislação, destacando que para ter um trânsito seguro depende de cada um de nós”, disse Gilceli.

Motociclistas foram orientados quanto à importância do uso correto dos equipamentos de segurança

O agente e coordenador de equipe, Tiago Galdino da Silva disse que o objetivo maior das atividades é reduzir acidentes e mortes no trânsito, através da conscientização das pessoas. “Sempre com cordialidade, os agentes de educação conversam com as pessoas, orientando que é importante respeitar as leis de trânsito, dando ênfase a preservação da vida”, disse Tiago.

Na blitz que aconteceu na avenida Amazonas, motociclistas foram orientados quanto à importância do uso correto dos equipamentos de segurança, incluindo o afivelamentoo do capacete.

“A motocicleta é de fato um veículo popular, mas pode ser uma arma se não utilizada corretamente. É importante saber e praticar que quando a moto está em movimento, a viseira do capacete deve estar sempre abaixada, protegendo os olhos dos condutores e passageiros de objetos e insetos, e só deve ser levantada quando o veículo estiver totalmente parado”, disse o coordenador da blitz, Marcio Secundo. “O uso da viseira é obrigatório por lei” – destacou ele.

O diretor da Dtet, Ruymar Pereira de Lima, fez um balanço das ações. “Realizamos quatro ações “Motorista Camarada”, com 33 estabelecimentos visitados e 3.605 pessoas abordadas. Durante o dia, na blitz e pit stop educativo alcançamos um público de 253 pessoas. A responsabilidade de dirigir com civilidade e respeito às normas de trânsito são orientações importantes que prestamos aos condutores e isso faz a diferença para a manutenção da segurança viária”.

O diretor-geral do Detran, Paulo Higo Ferreira de Almeida explica que o movimento Maio Amarelo, tem por objetivo envolver poder público, iniciativa privada e sociedade civil para debater segurança viária, objetivando a redução de acidentes e mortes no trânsito, e que o Detran Rondônia tem realizado ações de educação e de fiscalização por todo o Estado.
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem