Bolsonaro assina decreto de R$ 130 milhões para a distribuição de absorventes para a população mais vulnerável



Porto Velho, RO – O presidente Jair Bolsonaro (PL), assinou um decreto, nesta terça-feira (8/3), que cria um programa de promoção da saúde menstrual durante evento no Palácio do Planalto em comemoração ao Dia Internacional das Mulheres.

O decreto, de acordo com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, destinará R$ 130 milhões para a distribuição de absorventes para a população mais vulnerável e o valor é superior ao que estava previsto no O PL 4.968/2019, da deputada Marília Arraes (PT-PE), que cria o Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual. O presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco, marcou quinta-feira (10), a análise dos vetos à lei 14.214/2021, que trata do programa.

A expectativa de técnicos da pasta é de beneficiar 3,620 milhões de mulheres envolvendo três grupos de mulheres: em situação de rua, mulheres cumprindo medidas sócio-educativas e alunas matriculadas no programa de saúde da escola e beneficiárias do Auxílio Brasil com 9 a 24 anos. Eles lembraram que o ministério aplica no programa de enfrentamento ao câncer de mama e colo de útero, R$ 1,8 bilhão por ano, em cirurgias, quimioterapia e radioterapia.


Fonte: PortalCM7
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem