Rondônia completa 40 anos de instalação em novo ciclo de desenvolvimento


Rondônia completa 40 anos de instalação e tem se destacado com o crescimento econômico

Porto Velho, RO - Nesta terça-feira, 4 de janeiro de 2022, Rondônia completa 40 anos de instalação. Dia que o primeiro governador, o coronel Jorge Teixeira de Oliveira, tomou posse e deu-se oficialmente início à administração pública. De lá para cá, Rondônia venceu desafios, superou obstáculos e cresceu. São cerca de 1,8 milhões de pessoas que nasceram ou fizeram desse Estado seu lar, e juntos têm fortalecido a economia, tornando o Estado uma potência no Brasil com o reconhecimento do Tesouro Nacional, de triplo A em solidez fiscal.

A nota máxima nos três indicadores de Capacidade de Pagamento (Capag), da Secretaria do Tesouro Nacional: poupança corrente, endividamento e liquidez é uma conquista recente de Rondônia, após o Governo do Estado traçar metas pautadas na responsabilidade com a destinação do recurso público. Rondônia chega aos 40 anos como um Estado economicamente no azul, que honra o pagamento de servidores, fornecedores e com condições de fazer investimentos.

O controle das despesas públicas, somado ao posicionamento firme contra a corrupção com lisura e transparência nos investimentos, são considerados fatores fundamentais na transformação de Rondônia em um gigante do Brasil, com atrativos para a instalação de novos negócios. Para se ter uma ideia, segundo levantamento da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), cerca de 600 empresas manifestaram o interesse em se instalar em Rondônia, o que gera renda e empregos.

A produção anual da lavoura e agropecuária é destaque

O Estado tem vocação para o agronegócio, com uma diversidade de atividades que variam em suas diferentes zonas de desenvolvimento, inclusive é referência no Brasil em diversas cadeias produtivas, impulsionadas por políticas públicas do Poder Executivo.

Conforme dados da Secretaria Estadual da Agricultura, Rondônia é o maior produtor de peixes nativos em cativeiro, tem o maior rebanho bovino do Brasil livre de febre aftosa sem vacinação e é o 5º maior produtor de café do país. Ocupa o 1º lugar da região Norte em produção de leite; é o 3º maior produtor de grãos da região Norte, e são muitos os fatores que fazem a agropecuária rondoniense ser de qualidade e competitiva.

A meta do Governo de Rondônia é tornar o Estado um grande gerador de empregos, e isso já tem se tornado uma realidade, com uma das menores taxas de desemprego do Brasil e a menor taxa de desocupação da região Norte. Para impulsionar ainda mais a economia, o Poder Executivo lançou os programas Proampe, Nota Legal Rondoniense e Cidadania Empresarial. O Governo ainda criou grandes programas de assistência social, a exemplo do Prato Fácil, que oferece refeições nutritivas por apenas R$ 2, o “Mamãe Cheguei”, onde as gestantes recebem acompanhamento e kit enxoval; e o Criança Feliz + com repasse de R$ 100 à famílias vulneráveis socialmente com crianças de 0 a 3 anos.

O Governo de Rondônia também tem investido na infraestrutura

O Governo de Rondônia também tem investido na infraestrutura dos 52 municípios por meio dos projetos “Tchau Poeira”, que leva asfalto urbano para as cidades; o “Governo na Cidade”, que recupera e cria espaços públicos de lazer; e o “Governo no Campo” que leva investimentos porteira à dentro para os pequenos produtores rurais.

Rondônia também tem a melhor educação do Norte do país e 6ª melhor do Brasil. A Segurança Pública de Rondônia é elogiada pelas corporações de outros estados e seu modo operacional tem sido considerado exemplo no Brasil com pedidos de treinamento de outras unidades federativas.

Na área da Saúde, pode ser destacado o avanço dos trâmites para construção do novo Hospital de Urgência e Emergência, e na pandemia, Rondônia fez um trabalho de enfrentamento à covid-19 que serve de exemplo para a América Latina. Os servidores também tiveram seus trabalhos valorizados, com reajustes salariais para diversas categorias.

Desta forma, a história recente do Estado aponta que aos 40 anos Rondônia vive seu novo ciclo de desenvolvimento. Uma história que orgulha o seu povo, e mostra a força dos rondonienses desde os pioneiros à nova geração, cheios de ideias e ações que contribuem para conquistas na atualidade e um futuro próspero com a consolidação de Rondônia como a grande potência econômica do Brasil.
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem