Procon orienta sobre consulta e resgate de valores a receber esquecidos em bancos

Pelo menos 79 mil pessoas já resgataram quase R$ 1 bilhão, segundo dados do Banco Central

Porto Velho, RO - O Programa de Orientação e Defesa do Consumidor de Rondônia (Procon) orienta os consumidores rondonienses (clientes de bancos) a procurarem o órgão em caso de dúvidas quanto ao uso da ferramenta disponibilizada pelo Banco Central para consulta e resgate de valores a receber esquecidos em bancos.

Destaque-se que em virtude da sobrecarga de acesso ao site do Banco Central, a página do Sistema Valores a Receber (SVR), que indica quantias “esquecidas” por clientes em bancos, só retornará ao ar no dia 14 de fevereiro, conforme informação foi divulgada pelo Banco Central (BC) na quinta-feira (27).

De acordo com o coordenador estadual do órgão de defesa do consumidor de Rondônia, Ihgor Rego, a estimativa do Banco Central é que haja cerca de R$ $ 8 bilhões disponíveis para 24 milhões de pessoas e empresas, entre elas milhares de rondonienses, e por isso o Procon pede às pessoas que tiverem dúvidas para formalizar o requerimento ao BC, que busquem orientação do órgão pelos telefones 151 e 98491-2986 (WhatsApp) e ainda no endereço eletrônico www.procon.ro.gov.br, que dispõe de toda orientação aos consumidores.

Ihgor Rego informou que, embora seja simples, a utilização da ferramenta pode causar algum tipo de problema e gerar dúvidas, visto que o sistema está, inclusive, suspenso temporariamente em virtude da expressiva demanda por informações dentro do site do BC. Ele explica que o banco disponibilizou o acesso ao Sistema de Valores a Receber (SVR), e por meio dele o cidadão consegue ter acesso ao registro de valores esquecidos em uma conta bancária, e fazer o pedido de devolução desses valores. “Dessa forma o Procon está à disposição para orientar na adoção dessas medidas”, disse.

CAMINHO DO DINHEIRO

A consulta é feita no site do Banco Central, na página “Minha Vida Financeira”, usando apenas o CPF ou CNPJ. Nela vai aparecer tudo que estiver em nome pessoa ou da empresa em todos os bancos. Daí em diante basta seguir o passo a passo no site do BC, que orienta didaticamente um roteiro para a consulta e o resgate dos valores.

De acordo com o Banco Central qualquer pessoa pode obter as informações sobre sua vida financeira, usando apenas o CPF (pessoa física) ou CNPJ (pessoa jurídica), bastando para tanto que acesse a plataforma “Minha Vida Financeira” – https://www.bcb.gov.br/acessoinformacao/minhavidafinanceira?bc=, clicando na subseção “Valores a Receber”; role a página até o final e clique em “Consulta ao Relatório Valores a Receber”. Clique em “Iniciar consulta” e coloque o número do CPF ou CNPJ; assim, se tiver dinheiro a receber, essa informação aparecerá na tela. Se não tiver é só encerrar a consulta; já se houver valores disponíveis é preciso checar em que banco eles estão. Isso é feito através do “Registrato”, portal do Banco Central, acessando https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2022/01/25/valores-a-receber-banco-central-dinheiro-esquecido bancos.htm?cmpid=copiaecola.
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem