Governo fortalece e aumenta cobertura da atenção de média e alta complexidade da saúde em Rondônia


A melhoria da Saúde do Estado faz parte do Plano Estratégico de Rondônia – Um Novo Norte, Novos Caminhos criado pelo Governo de Rondônia

Porto Velho, RO - Responsável pela atenção de média e alta complexidade em Rondônia, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) alcançou feitos inéditos e avançou para solução de problemas históricos em 2021. A maior conquista para a Saúde de Rondônia trata-se da liberação da construção do novo Hospital de Urgência e Emergência de Rondônia. O consórcio responsável pela obra foi escolhido por meio de um procedimento transparente na Bolsa de Valores, e a lisura do certame foi comprovada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). A construção do novo hospital deve iniciar este ano.

O novo hospital era um desejo antigo da população e uma necessidade diante do fato da atual unidade, o Hospital e Pronto Socorro João Paulo II, não comporta mais a demanda da população que aumentou ao longo dos anos. O novo hospital permite ao Estado aumentar a cobertura da atenção de média e alta complexidade, pois terá 399 leitos, mais que o dobro do JP II. Atualmente há 10 leitos de UTI e quatro salas de cirurgias, no novo hospital haverá 64 leitos de UTI e 10 salas de cirurgia, além dos novos espaços para inovar na prestação de serviço de saúde aos rondonienses.

Outra unidade hospitalar aguardada há anos pela população, o Hospital de Guajará- Mirim que também teve a continuidade da construção destravada em 2021 com apontamento inovador de como resolver a situação. O projeto da obra do hospital ficou paralisado há anos e não se adequava mais a legislação, então será necessário adequar a legislação atual para ter a liberação para funcionar e receber recursos do Governo Federal.

O escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS), organismo operacional da ONU, está fazendo os projetos e as obras devem começar ainda no primeiro semestre deste ano. A Sesau também utilizou do mesmo método para destravar as reformas dos hospitais Cosme e Damião e Cemetron, que devem ocorrer este ano.

A melhoria da Saúde Estadual faz parte do Plano Estratégico de Rondônia – Um Novo Norte, Novos Caminhos criado pelo Governo do Estado. Para o governador Marcos Rocha, todos os esforços devem estar concentrados em melhorar a qualidade dos serviços à população e ampliar o alcance dos atendimentos aos rondonienses, promovendo assim uma atenção de média e alta complexidade que seja referência no Brasil.


Aproximadamente 8 mil pessoas já fizeram cirurgia de catarata e pterígio no Estado

PROJETO ENXERGAR

A continuidade do Projeto Enxergar também foi apontada como uma das grandes conquistas da saúde em 2021. Aproximadamente 8 mil pessoas já fizeram cirurgia de catarata e pterígio no Estado.

‘‘Esse projeto continuará firme agora em 2022 com o objetivo de zerar o quanto antes a fila de cirurgias para essas doenças. De cerca de 550 pessoas cegas, aproximadamente 300 foram operadas e estão enxergando’’, afirma o secretário da Sesau, Fernando Máximo.

SAÚDE INTERIOR

2021 também foi o ano do lançamento do projeto Saúde no Interior, onde médicos especialistas foram atender a população nas regiões mais distantes do Estado por meio de mutirões de consultas clínicas, exames e cirurgias. Nesta primeira etapa, as ações ocorreram no Vale do Guaporé, Zona da Mata e Cone Sul

Cerca de 20 médicos participaram de cada edição do projeto de várias especialidades como cardiologistas, oftalmologistas, ortopedistas, pediatras, endocrinologistas, reumatologistas, geriatras, urologistas, neurologistas e cirurgiões gerais.

O reforço ao atendimento da população também foi feito por meio do Barco Hospital, que fez mais de 21 mil procedimentos médicos em 2021 em várias comunidades ribeirinhas, indígenas e quilombolas.


O Hospital de Campanha da Covid-19 foi utilizado para mutirão de cirurgias eletivas

OPERA RONDÔNIA

Para avançar na realização de cirurgias eletivas, foi criado o Opera Rondônia. Três salas de cirurgias do Hospital, antes usado como Campanha da covid-19, foram utilizadas para este objetivo. Além disso, conforme o secretário, houve o aumento da capacidade de operar no Hospital de Base drº Ary Pinheiro e no Hospital Regional de Cacoal. O secretário informou ainda que está sendo feito credenciamento de hospitais privados para atuarem também nessas operações.

Ainda houve convênios com 11 municípios para ampliar a oferta dessas cirurgias, sendo eles Colorado do Oeste, Porto Velho, Cerejeiras, Vilhena, Jaru, Pimenta Bueno, Espigão do Oeste, Ouro Preto do Oeste, Nova Mamoré, Ariquemes e Rolim de Moura. O que totaliza um repasse de aproximadamente R$ 15 milhões do Estado para os municípios.


O governo realizou a entrega de mais de 13 mil meios de locomoção, inclusive cadeiras de rodas motorizadas

APARELHAMENTO DOS HOSPITAIS

Os municípios receberam reforço no aparelhamento, sendo entregues raio-x digital para Extrema e Cacoal, aparelhos de mamografia para Cacoal e Ji-Paraná; tomógrafo moderno e aparelho videolaparoscopia para o Hospital João Paulo II, em Porto Velho; aparelho e arco cirúrgico para o Hospital Regional de Cacoal; aparelho videolaparoscopia para o Hospital de Base, e aparelhos de ultrassonografia foram entregues há várias unidades.

O governo realizou a entrega de mais de 13 mil meios de locomoção, são cadeiras de rodas motorizadas, cadeiras de banho, muletas e andajares destinados aos que possuem restrição de locomoção.


SOS Vacinação em Colorado do Oeste

SOS VACINAÇÃO E TESTAGEM EM MASSA

Apesar do Estado ser responsável apenas pela distribuição das doses de vacina, a Sesau decidiu reforçar a imunização dos rondonienses e criou o SOS Vacinação para somar esforços com as prefeituras no avanço da vacinação.

‘‘Junto com a Agevisa, a Sesau montou uma força-tarefa e através do SOS Vacinação socorreu vários municípios, e assim atuou em cidades como Guajará- Mirim, Porto Velho, Candeias do Jamari, Ariquemes; Rolim de Moura; Cacoal; Pimenta Bueno e Colorado do Oeste. E isso foi fundamental para aumentar o percentual de pessoas vacinadas no estado’’, considera o secretário.

Semelhante a esta iniciativa, a Sesau também ajudou a promover a testagem em massa para covid-19 nos municípios a exemplo de Guajará- Mirim, Porto Velho, Candeias do Jamari, Jaru, Ji-Paraná, Cacoal, Rolim de Moura, Vilhena, São Miguel do Guaporé, São Francisco do Guaporé, Costa Marques e Nova União.

o governo reuniu esforços para criação de leitos que ajudaram na recuperação de vidas, e além disso encaminhou 161 pacientes para serem tratados em outros estados, sendo que 116 foram recuperados. ‘‘Eram pessoas que estavam intubadas, com baixa perspectiva de vida, e voltaram curadas. Uma conquista grande’’, avalia o secretário. Fez ainda o cofinanciamento, ou seja, repasses às prefeituras para ajudar no enfrentamento à pandemia.

PCCR DA SAÚDE

O Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) dos servidores efetivos da Sesau, com previsão de aumento da remuneração, foi aprovado pelo Governo de Rondônia. ‘‘Era um sonho de mais de 20 anos que o Governo realizou, dando mais dignidade aos nossos servidores, e reconhecendo o trabalho realizado por eles’’, afirma o secretário.

DESTAQUES DA SAÚDE ESTADUAL DE RONDÔNIA

– Primeiro lugar na transparência nas compras covid-19

– Usou unidade de concreto como Hospital de Campanha da covid-19

– Foi considerado o Estado com mais testagem rápida em massa

– Rondônia é o quarto estado com maior agilidade na distribuição de vacinas
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem