DER conclui 2021 com resultados positivos nas ações desenvolvidas nos 52 municípios de Rondônia


Porto Velho, RO - O Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes (DER) superou desafios enfrentados em 2021, desenvolvendo ações de infraestrutura nas estradas do Estado, visando garantir condições de trafegabilidade e, consequentemente, contribuir para que o agricultor pudesse escoar a produção agrícola. São mais de seis mil quilômetros de vias com e sem pavimentação que estão sob a responsabilidade do Governo de Rondônia, nos 52 municípios do Estado. Todas essas vias recebem periodicamente, os trabalhos de recuperação, manutenção e melhorias, durante todo o ano.

Nos oito primeiros meses de 2021, foram desenvolvidos serviços de recuperação, manutenção e melhoria da infraestrutura das vias sem pavimento asfáltico sob responsabilidade do DER. Milhares de quilômetros de rodovias primárias que receberam serviços como reconformação de plataforma (patrolamento), recomposição de revestimento primário (encascalhamento), limpeza lateral, saídas d’água e sinalização.

Já nas rodovias pavimentadas, foram investidos quase R$ 55 milhões com destinação à recuperação e manutenção de pavimento asfáltico de mais de 830 quilômetros, num trabalho exemplar de gestão das estradas.

Com viés municipalista e foco na integração de todo o Estado, o Governo de Rondônia executou em 2021 diversas ações em parceria com as Prefeituras, seja por meio do Fundo de Infraestrutura e Habitação (Fitha), no estabelecimento de Termos de Cooperação, ou ainda através do projeto “Tchau Poeira”, levando asfalto urbano às 52 cidades do Estado.

Para que tudo fosse concretizado, o Executivo Estadual investiu em 2021 em novos maquinários, garantindo a celeridade e qualidade nos trabalhos executados pelas equipes do DER.

GESTÃO NA ESTRADA

Com o objetivo de fazer mais com os recursos públicos, foi desenvolvido no ano passado o Projeto Gestão na Estrada, estabelecendo frentes de trabalho através de forças-tarefas integradas. Em Buritis, a RO-460 está recebendo 60 quilômetros de recuperação total do pavimento. “Percorremos semanalmente todas as rodovias, vistoriando, identificando pontos que possam dificultar o tráfego e, imediatamente, enviamos nossas equipes para solucionar os problemas. Estamos com obras em diversas estradas como na Rodovia 460, sendo executada pela equipe da Usina de Asfalto de Ariquemes”, explica Elias Rezende, diretor-geral do DER.

Outra obra realizada, que vinha há anos se arrastando sem nenhuma solução era o asfaltamento de 1,5 km da RO-464, entre Jaru e o distrito de Tarilândia, que foi concluído. Há mais de 10 anos, moradores da região e outras pessoas que utilizam a rodovia estadual vinham enfrentando diversos transtornos devido às condições ruins da estrada. Na época, os principais problemas relatados pelas pessoas eram poeira e lama, além do perigo enfrentado nos pontos de curvas.

“Antes era muito sofrimento. Tinha dias que para passar por esta estrada tínhamos que subir em um caminhão leiteiro para chegar em casa. Graças a Deus o atual Governo Estadual olhou para o nosso distrito com carinho. Para nós é motivo de orgulho, o governo ter feito este importante trabalho”, destaca Suelenir Maria de Jesus Almeida, moradora de Tarilândia.

Em agosto deste ano, as obras nas três serras de Tarilândia também foram finalmente concluídas. Serviços feitos em apenas um ano, pelo Governo do Estado. Um trabalho que foi possível por conta da economia, com o corte de gastos públicos desnecessários e o controle financeiro desempenhado pelo Executivo Estadual.

PONTES

Entre as principais obras estruturantes, estão as substituições de pontes de madeira, pela instalação de bueiros e galerias, ou com a construção de pontes de concreto.

De acordo com o diretor-geral do DER, Elias Rezende, “o Estado precisa de estradas para poder crescer e desenvolver. Esse é o governo da integração e vamos colocar um ponto final nessas pontes de madeira, substituindo por pontes de aço e concreto, instalando tubos metálicos e de Polietileno de Alta Densidade (PEAD)”.

Ao longo de 2021, foram construídas pontes de concreto em Governador Jorge Teixeira, na RO-463, sobre o rio Ubirajara, num investimento de R$ 2.087.909,59; em Chupinguaia, na RO-391, sobre o rio Canário, num investimento de R$ 2.994.408,06; em Parecis, na RO-495, sobre o rio Ararinha, num investimento de R$ 2.796.171,24, em Espigão do Oeste, na RO-387, sobre o rio Ribeirão Grande, num investimento de R$ 7.216.196,24; e em Alto Paraíso, na RO-459, sobre o rio Jamari, num investimento de R$ 8.642.118,02. Ao todo, o Governo de Rondônia investiu nestas obras um total de R$ 15.094.684,96.

Durante o ano de 2021, o Governo do Estado, por meio do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes (DER), estabeleceu Termo de Cooperação para execução de serviços infraestruturais viários com Prefeituras de 17 municípios de Rondônia.

Em Ji-Paraná, por exemplo, dentre as estradas contempladas com termo de cooperação está a Linha do km 09, que foi recuperada ao longo do ano. A linha foi beneficiada, não apenas pela extensão de 32 quilômetros, mas também por abrigar uma série de propriedades que necessitam da estrada em boas condições para escoar a produção.

Sobre os trabalhos nas vias municipais sob Termo de Cooperação, o diretor-geral do DER, Elias Rezende, destaca que “o Governo do Estado tem acompanhado de perto todas as ações do DER nos municípios. Por meio de uma gestão transparente e responsável, tem garantido que nossas equipes consigam fazer mais pela infraestrutura do Estado, com qualidade e eficiência no uso dos recursos públicos”.

DESENVOLVIMENTO

Pensando no futuro econômico de Rondônia como um polo de atração de investimentos externos, o Governo do Estado tem sob sua responsabilidade, por meio do DER, quatro aeroportos no interior: Ariquemes, Ji-Paraná, Cacoal e Vilhena.

Em Cacoal, no Aeroporto Capital do Café, foram executadas obras de reforma e ampliação do Terminal de Passageiros, construção de cerca patrimonial padrão ICAO, Estação Meteorológica, ajuste de faixa de pista e na área de segurança de fim da pista (resa), dentre outras melhorias. Tal como em Vilhena, seu aeroporto está recebendo sistema de balizamento noturno e Casa de Força, construção de cerca patrimonial padrão ICAO, aquisição de Teclado de Raio-X e mais melhorias.

CICLOVIA

O DER assumiu o desafio de construir as primeiras ciclovias em rodovias estaduais. A RO-479, em Rolim de Moura, foi a escolhida para receber 15 quilômetros de ciclovia na cidade até o acesso à BR-364. Projetada pela equipe de engenheiros do DER, foi executada diretamente pelo órgão com recursos próprios do Estado.

De acordo com o diretor-geral do DER, a ciclovia beneficia mais de 500 ciclistas do município, proporcionando um trânsito mais seguro. A obra conta com três metros de mão dupla para os ciclistas e aproximadamente dois metros de acostamento para os veículos.

“A ciclovia é uma obra magnífica que atende o anseio dos ‘amantes do pedal’. O Governo de Rondônia entende a importância da prática do esporte, principalmente esse que vem aumentando os adeptos na região. Por isso, foi solicitada a construção da ciclovia, para proporcionar maior segurança”, enfatizou Rezende.

Para o professor de Educação Física e amante do pedal, Eduardo Barros, as atividades são essenciais para prevenção e manutenção da saúde física e mental. “Neste período de pandemia ficou mais evidente a necessidade de praticamos atividades físicas e o ciclismo é um dos esportes mais completos que existem. Esta ciclovia aqui em Rolim de Moura trará mais segurança para os ciclistas e motoristas e, com certeza, aumentará o número de famílias praticando este esporte”, finalizou o educador físico rolimourense.


Texto: Luiz Augusto Rocha
Fotos: Luiz Augusto, Ricardo Barros e Valdecy dos Santos
Secom - Governo de Rondônia
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem