Faculdade Católica de Rondônia (FCR) recebe distinção inédita do Conselho Federal da OAB


Porto Velho, RO - 
A honraria será entregue no mês de janeiro, em Brasília, e é um reconhecimento à qualidade do ensino oferecido por faculdades de Direito do Brasil. A FCR foi a única instituição privada a receber o selo na região, junto com as universidades federais.

O curso de Direito da Faculdade Católica de Rondônia receberá o Selo de Qualidade “OAB Recomenda”, no próximo dia 27 de janeiro, na sede do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil. O selo será entregue na 7ª edição, e teve como tema “A Luta da Advocacia Brasileira pela proteção da Educação Jurídica”.

Esse selo foi idealizado com o intuito de contribuir para o aprimoramento do ensino jurídico no País. No caso, é um reconhecimento a qualidade do curso de Direito da Faculdade Católica de Rondônia e também pelo elevado padrão de ensino da instituição.

A escolha das faculdades para o recebimento desse selo é feita conforme critérios estabelecidos pela Comissão Especial para Elaboração do Selo OAB Recomenda, do Conselho Federal. Dentre outros fatores avaliados pelo Conselho Federal da OAB, para a concessão de tal distinção, o Curso de Direito precisa alcançar altos percentuais de aprovação no exame da OAB e ter nota do ENADE de excelência no triênio avaliado.

Para o coordenador do curso de Direito da Faculdade Católica, professor Cleverton Reikdal, isso é fruto do esforço institucional e de cada docente que, ao longo do tempo, demonstrou compromisso com a educação superior, qualificando-se em nível de mestrado e doutorado e atuando em diversos projetos de pesquisa e extensão.

Para Pedro Abib, coordenador pedagógico da FCR, a premiação confirma o compromisso da FCR em fazer ensino superior na Amazônia. A Faculdade Católica cumpre a verdadeira missão de ser universidade, pratica e fomenta o Ensino, a Pesquisa e a Extensão. Parabenizo a gestão, o corpo administrativo, o corpo docente e os acadêmicos, pois isso é uma conquista de todos.

Acrescentou, ainda, que a Católica vem investindo há mais de uma década na formação de consciência e na qualificação de profissionais do ordenamento jurídico. Já são mais de 3 turmas de mestrado e 3 turmas de doutorado em direito ofertadas para a comunidade e para o corpo docente do curso de direito da FCR. É por meio deste fomento que o quadro docente da FCR hoje é formado por praticamente 100% de mestres e doutores. Isso é fundamental para que o curso de direito venha alcançando elevados percentuais de aprovação no exame da ordem e uma nota de excelência no ENADE.

A notícia repercutiu e várias foram as manifestações de autoridades sobre a distinção concedida ao curso de direito da FCR. O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Dr. Reynaldo Soares da Fonseca, que já desenvolveu atividades junto à FCR, felicitou a IES afirmando que a conquista é justa e merecida. Da mesma forma, o desembargador e presidente do Tribunal de Justiça de Rondônia, Dr. Marcos Alaor, mencionou que o selo é um reconhecimento pelo trabalho desenvolvido pela Faculdade Católica no estado. O Procurador Geral de Justiça do Estado, o Dr. Ivanildo Oliveira, também felicitou a Faculdade Católica.

O presidente eleito da OAB Rondônia, Márcio Nogueira também repercutiu a notícia dizendo que “a FCR é escola de campeões”, assim como o presidente Elton Assis que afirmou que “o trabalho desenvolvido pela Faculdade Católica é excelente, cujos resultados estão aí”, ao tempo que deu os parabéns.

Reitores de diversas Universidades do Sul do Brasil parabenizaram o corpo docente e a gestão pela conquista. Entre as felicitações recebidas está a de Valdir Cechinel Filho, reitor da Universidade do Vale Itajaí (Univali). A reitora da Universidade de Passo Fundo (UPF), a professora Dra. Bernadete Maria Dalmolin deixou suas felicitações para FCR.

Quem também se pronunciou foi o professor Otacílio, fundador da FCR, que comentou se tratar de “um salto tremendamente significativo. Parabéns para todas as pessoas que ao longo dessa exitosa caminhada que levaram o Curso de Direito da FCR a um reconhecimento nacional de tamanha expressão; é um reconhecimento isento e independente. Especialmente porque é um prêmio à qualidade de ensino”.
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem