Com nova estrutura, Aeroporto de Cacoal apresenta padrão nacional de segurança aérea



Governo de Rondônia investiu na modernização do Aeroporto de Capital do Café

Porto Velho, RO - Uma infraestrutura moderna com implantação de medidas visando atenderem aos padrões de segurança recomendados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Essa é a nova realidade do Aeroporto Capital do Café, em Cacoal, mais amplo para melhor atender toda a região. O Governo de Rondônia, na quarta-feira (1º), fez a entrega oficial da reforma e ampliação do aeroporto, considerado um grande potencial para o desenvolvimento da região e do Estado.

“Eu quero ver o nosso Estado evoluir cada vez mais, quero vê-lo forte. Rondônia é triplo ‘A’ em solidez fiscal, é transparente e ficou em 3º lugar no Brasil em solidez e qualidade das informações contábeis. Temos uma força que nos faz avançar, não importa os problemas. Mais de 600 empresários já manifestaram o interesse de investir em Rondônia. E hoje, graças a Deus, pois é Ele quem conduz os meus passos, temos esse aeroporto lindo, bem estruturado e daqui a pouquinho vamos ter voos”, afirma o governador de Rondônia, Marcos Rocha.


Solenidade de entrega da reforma e ampliação do Aeroporto de Cacoal

O aeroporto construído em 2010, no passado alvo de críticas e pedidos de melhorias, tornou-se prioridade nesta gestão, que com recurso próprio e também do Governo Federal, determinou reformas e implantação de padrões de segurança aérea, e devolve para à sociedade uma estrutura com condições para entrar na rota das empresas aéreas mais criteriosas do Brasil.

“É a primeira vez que venho a Rondônia e o que vejo aqui é muita seriedade e motivação; ingredientes que foram fundamentais para execução dessa obra. Rondônia está sendo exemplo de aviação na região Norte. Esse é o padrão da aviação regional que o Governo Federal quer para o Brasil. Está sendo vitrine desse novo modelo que precisamos implantar no país todo”, considera o coordenador-geral de investimentos da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC), Guilherme Afonso.

“É uma obra de excelência, e fico feliz de contribuir para ter tornado esse sonho uma realidade e parabenizo por esse bem que é da população”, disse o coordenador de Investimento da Secretaria Nacional de Aviação Civil, Marcus Pires.

O coordenador-geral ainda elogiou a técnica da equipe do Governo de Rondônia ao apresentar o projeto para investimento no aeroporto.

“Para que o Governo Federal invista recurso, o Estado tem que apresentar projeto, é não é simples, exige técnica, e DER está de parabéns, pois criou uma equipe técnica qualificada. O pessoal desenvolve projeto, toca obra e o resultado é esse, com entrega à sociedade”, disse Guilherme Afonso.

O investimento total aplicado no aeroporto foi de R$ 11.510.668,11 (onze milhões, quinhentos e dez mil, seiscentos e sessenta e oito reais, onze centavos), sendo R$ 7.049.058,45 (sete milhões, quarenta e nove mil, cinquenta e oito reais e quarenta e cinco centavos) de recurso federal e R$ 4.461.609,66 (quatro milhões, quatrocentos e sessenta e um mil. seiscentos e nove reais e sessenta e seis centavos) com recurso estadual.

O governador Marcos Rocha agradeceu o ministro da Infraestrutura, Tarciso Freitas, e o presidente da República, Jair Bolsonaro, pelo apoio ao desenvolvimento de Rondônia.

MODERNIZAÇÃO

O Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes (DER) realizou as obras de implantação do programa para melhorar as áreas de segurança no fim das pistas (Runway End Safety Areas – RESAs) e de ajustes na faixa de pista, que irá permitir os voos por instrumento, intitulados IFR (Instrument Flight Rules), e não mais só visuais.


O coordenador de investimentos da SAC considera o Aeroporto de Cacoal exemplo para o país

As demais obras foram feitas por meio da contratação de empresa especializada, que contemplou reforma e ampliação do terminal de passageiros, implantação de auxílios à navegação PAPI (Indicador de Percurso de Aproximação de Precisão), Estações Prestadoras de Serviços de Telecomunicações e Tráfego Aéreo (EPTA), Estação Meteorológica de Superfície Automática (EMS); Aquisição do Código de Condição de Pista (Runway Condition Code – RCC) e cerca operacional.

“Mais uma importante obra do Governo de Rondônia entregue, e esse aeroporto é muito importante para essa região, pois é extremamente produtiva; era um clamor que houvesse melhorias, e o Poder Executivo sensível a isso fez os investimentos. Uma estrutura moderna para que a população tenha conforto. Cacoal recebe o que há de melhor em estrutura aeroportuária regional. O aeroporto está muito melhor que de estados mais desenvolvidos. Isso é reflexo da seriedade do trabalho do Governo”, disse o diretor-geral do DER, Elias Rezende.


Investimento no aeroporto foi de quase R$ 12 milhões

ESTRUTURA

No aeroporto, passavam aproximadamente 60 mil passageiros por ano, e eram realizados aproximadamente 600 voos anualmente. A população enalteceu o resultado da obra de reforma e ampliação do aeroporto.

“Ficou bem mais amplo e a pista está bem melhor. A estrutura ficou mais bonita e harmônica. Para receber quantidade de pessoas que Cacoal comporta vai ser bacana”, disse a biomédica Nagila Mai Ronconi.

“É muito importante não só para a economia do Estado, mas também para todos os setores. A gente que percorre todo o Brasil percebe que esse aeroporto não deixa nada a desejar. Está amplo, moderno e confortável”, conta o gerente do shopping da cidade, Ednilson Cora Calheiro.

O aeroporto representa desenvolvimento econômico para Cacoal e municípios vizinhos. “Esse aeroporto é um presente para a cidade. Essa estrutura é muito útil para nossa população e vem para somar com várias outras iniciativas do Governo do Estado para desenvolver a região”, considera o secretário regional, José Moura.


População agradece pelo investimento e elogia nova estrutura

“Aeroporto é algo que traz progresso, e esse novo modelo para voos que será trazido para nós é algo que muito nos orgulha”, disse o vice-prefeito de Cacoal Cássio Góes.

“Esse aeroporto é muito importante para nossa região. E eu que conheço muitos aeroportos do país, digo que ficou ótimo demais. Muito bonito e moderno”, avalia o vice-prefeito de Espigão do Oeste, Darci José Kischener.

“Esse é um marco na história da nossa região que é expressiva na economia, na saúde e na produção agropecuária. Eu conheço bem o nosso país, e posso garantir que a estrutura que temos não deixa a desejar as que existem em outras regiões, inclusive no sudeste, onde as estruturas estão voltadas só para à capital; cidade do interior, garanto são poucas as que estão no padrão do aeroporto de Cacoal”, disse o prefeito de São Felipe, Ney da Paiol.

CERTIFICAÇÃO

O próximo passo é a certificação para operacionalização por instrumentos, que segundo o diretor-geral do DER, já foi protocolado na Anac no dia 21 de novembro e o pedido segue para análise.

De acordo com o coordenador de infraestrutura aeroportuária do DER, Philipe Maia, atualmente, apenas um aeroporto de Rondônia, o de Ji-Paraná, possui essa certificação, uma conquista do DER, e os esforços concentram-se para tornar o de Cacoal, o segundo contemplado com essa condição.

A exigência da certificação para operação de voos varia conforme a empresa aérea. Em Porto Velho, por exemplo, o Aeroporto Internacional Jorge Teixeira não possui essa certificação, e segue operando voos. Com todas as mudanças que foram feitas no aeroporto de Cacoal, ele deve atender aos requisitos necessários para atrair mais empresas aéreas, e assim, a expectativa é de uma oferta maior de voos para à população.
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem