Cerca de três mil pessoas da Zona da Mata receberam assistência médica com o projeto “Saúde no Interior”



Quase três mil procedimentos foram realizados em Rolim de Moura

Porto Velho, RO - A segunda etapa do projeto “Saúde no Interior”, coordenado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), realizada para prestar assistência médica à população da Zona da Mata, em Rolim de Moura, encerrou-se no domingo (14), com 72,5% dos pacientes com problemas resolvidos na ação; 21,5% aguardam agora a regulação para o retorno e apenas 5,7% tiveram um diagnóstico no atendimento, sendo encaminhados para cirurgias.

A ação do Governo de Rondônia contou com 20 médicos de 13 especialidades diferentes e com mais de 2,8 mil procedimentos realizados. A primeira edição que aconteceu em Vilhena atendeu 1.435 pessoas.

A meta é diminuir a quantidade de transferências de pacientes agendados para hospitais de Porto Velho, além de reduzir as filas de espera nos municípios contemplados.
 

Denivaldo aguardava há anos pela cirurgia de hérnia

“Nosso principal objetivo é zerar a fila de espera, que aumentou devido a pandemia da covid-19. Por esse motivo vamos fazer o possível para levar a saúde a todos os municípios de Rondônia”, afirma o secretário da Saúde, Fernando.

A ação também visa levar médicos de diversas especialidades nas áreas de urologia, dermatologia, endocrinologia, neurologia, cardiologia, oftalmologia, ginecologia, cirurgiões gerais e entre outras.

O auxiliar de depósito, Denivaldo Alves de Jesus, de 60 anos, agradeceu a toda equipe que esteve envolvida em sua cirurgia de hérnia. “Eu esperava por essa cirurgia há muito tempo, só tenho que agradecer a Deus, ao governador e ao secretário da Saúde. Esse projeto é essencial para pessoas que, como eu, esperam há anos por um atendimento”, finaliza.

Confira galeria de imagens

Postar um comentário

0 Comentários