Casos de dengue e zika têm redução em Rondônia; pesquisa foi realizada de janeiro a setembro de 2021





Porto Velho, RO - Dados do Boletim Epidemiológico, realizado pelo Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), apontam para a redução de casos em dengue e zika vírus, entre 3 de janeiro a 18 de setembro de 2021. Apesar da diminuição, a Agevisa alerta que os cuidados essenciais devem ser mantidos nos próximos meses.



O Boletim aponta para satisfatório na maioria dos municípios. Cinco estão em estado de alerta:
  • Jaru
  • Ji-Paraná
  • Ministro Andreazza
  • Nova Brasilândia d’Oeste
  • Novo Horizonte do Oeste
De acordo com a coordenadora Estadual de Vigilância e Controle do Aedes aegypti, da Agevisa, Bárbara Moura, “em comparação com o mesmo período de 2020, os casos de dengue registraram uma queda de 58%. No ano passado foi registrado um total de 3.170 casos. Já em 2021, a queda registrou 1.329 casos de dengue”, afirma.

ANODENGUEZIKACHIKUNGUNYA
20211.3293758
20203.1706753

Apesar das reduções, Bárbara Moura, explica que os cuidados básicos ainda são imprescindíveis. “Os criadouros predominantes estão nos lixos domésticos. São lugares onde facilmente encontramos latas, copos plásticos, garrafas pets, pneus, tampinhas, entres outros recipientes que podem acumular água, ambientes propícios para a fêmea do mosquito depositar os ovos”, reforça.

Os objetos que servem de berçário para o transmissor das doenças, podem estar em terrenos baldios, quintais, ferros-velhos e em outras áreas sem cuidados. “É importante que a população se mobilize e continue vigilante cuidando do seu quintal e eliminando os ambientes favoráveis para criadouros do Aedes aegypt”, pontuou o diretor-geral da Agevisa, Gilvander Gregório.

PREVENÇÃO

Para combater a dengue, as orientações são as seguintes:

  • Garrafas PET e de vidro: devem ser embaladas e descartadas corretamente na lixeira, em local coberto ou com o gargalo para baixo. Assim como, tampinhas de água, cerveja e refrigerante.
  • Lajes: não deixe água acumular nas lajes. Mantenha-as sempre secas.
  • Ralos: tampe os ralos com telas ou mantenha-os vedados, principalmente os que estão fora de uso.
  • Vasos sanitários: deixe a tampa sempre fechada ou vede com plástico.
  • Piscinas: mantenha sempre limpa. Use cloro para tratar a água e o filtro periodicamente.
  • Coletor de água da geladeira e ar-condicionado: atrás da geladeira existe um coletor de água. Lave-o uma vez por semana, assim como as bandejas do ar-condicionado.
  • Calhas: limpe e nivele. Mantenha-as sempre sem folhas e materiais que possam impedir a passagem da água.
  • Cacos de vidros nos muros: vede com cimento ou quebre todos os cacos que possam acumular água.
  • Baldes e vasos de plantas vazios: guarde-os em local coberto, com a boca para baixo.
  • Plantas que acumulam água: evite ter bromélias e outras plantas que acumulam água, ou retire semanalmente a água das folhas.
  • Suporte de garrafão de água mineral: lave-o sempre quando fizer a troca. Mantenha vedado quando não estiver em uso.
  • Falhas nos rebocos: conserte e nivele toda imperfeição em pisos e locais que possam acumular água.
  • Caixas de água, cisternas e poços: mantenha-os fechados e vedados. Tampe com tela aqueles que não têm tampa própria.
  • Tonéis e depósitos de água: mantenha-os vedados. Os que não têm tampa devem ser escovados e cobertos com tela.
  • Objetos que acumulam água: coloque num saco plástico, feche bem e jogue corretamente no lixo.
  • Vasilhas para animais: os potes com água para animais devem ser muito bem lavados com água corrente e sabão no mínimo duas vezes por semana.
  • Pratinhos de vasos de plantas: mantenha-os limpos e coloque areia até a borda.
  • Objetos d’água decorativos: mantenha-os sempre limpos com água tratada com cloro ou encha-os com areia. Crie peixes, pois eles se alimentam das larvas do mosquito.
  • Lixo, entulho e pneus velhos: entulho e lixo devem ser descartados corretamente. Guarde os pneus em local coberto ou faça furos para não acumular água.
  • Lixeira dentro e fora de casa: mantenha a lixeira tampada e protegida da chuva. Feche bem o saco plástico

Postar um comentário

0 Comentários