Caps Três Marias realiza palestra em alusão ao Setembro Amarelo

 


Em alusão ao Setembro Amarelo, mês dedicado à prevenção do suicídio, pacientes do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Três Marias foram recebidos, na manhã de quarta-feira (15), com uma palestra dedicada à temática. Na ocasião, eles puderam se conscientizar sobre o tema e entender como enfrentá-lo.

Os participantes da palestra também tiveram a oportunidade de esclarecer dúvidas e compartilhar suas experiências de vida e tratamento aos profissionais presentes. Panfletos sobre a campanha e um café da manhã também foram oferecidos ao final do encontro.


SETEMBRO AMARELO

Segundo a psicóloga e gerente técnica do Caps, Beatriz Ximenes, a campanha vem se fortalecendo ao longo dos últimos anos, onde os meses de setembro são dedicados a abordar o tema junto à comunidade. “Quando a pessoa pensa em suicídio, ela quer acabar com algum sofrimento muito intenso. O Setembro Amarelo vem com o intuito de dizer que essa dor passa, mas que ninguém adoece ou fica bom do dia para a noite, sendo necessário um tempo para se organizar, que é por meio do tratamento”, disse.

RELATO

A estudante Cássia é paciente do Caps Três Marias há mais de dez anos. Ela destaca o autoconhecimento como uma das principais mudanças conquistadas ao longo do tratamento. “Eu era muito imatura e queria sempre esconder minhas próprias emoções. Não tinha costume de me abrir para ninguém, então eu acabava acumulando muitas mágoas e não tinha consciência de que isso estava arruinando minha saúde mental”, relatou.

SERVIÇO

O serviço feito pela prefeitura é exclusivo a pacientes com perfil psiquiátrico, que passam por algum tipo de sofrimento psíquico grave ou persistente.

A Prefeitura de Porto Velho oferece três centros para o acompanhamento. O Caps Três Marias realiza atendimento para pessoas acima de 17 anos com transtornos mentais. No CapsI Infanto Juvenil, o atendimento é voltado para crianças e adolescentes. Já o Caps AD é exclusivo para pessoas a partir de 17 anos, que sofrem com o uso de álcool e drogas.

Para a população obter o serviço, a gerente técnica explica que é necessário ir aos centros para fazer uma triagem. “A pessoa não vai agendar de imediato, pois precisamos, primeiramente, ouvir o relato. O Caps está de portas abertas aos moradores que necessitarem de acompanhamento, mas precisamos seguir um fluxograma para atender a demanda. Uma equipe técnica estará pronta para a realização da triagem, e a partir disso é que será feito o agendamento”, informou Beatriz.

Abaixo, a população conta com os endereços e contatos dos locais que oferecem atendimento:

Caps Três Marias
Rua Equador n° 2212, bairro Nova Porto Velho
Telefone: 3901-2815
De segunda a sexta-feira, das 7h às 19h

Caps AD
Avenida Guaporé n° 3929, bairro Flodoaldo Pontes Pinto
Telefone: 9 8473 2898
De segunda a sexta-feira, das 7h às 20h

CapsI Infanto Juvenil
Rua Matrinchã n° 665, bairro Lagoa
Telefone: 9 8473 6436
De segunda a sexta-feira, das 7h às 19h

Postar um comentário

0 Comentários