Skate terá 1º Centro Olímpico de Treinamento em SP até fim de 2022



Após o sucesso do skate brasileiro na Olimpíada de Tóquio (Japão) - três prata com Kelvin Hoefler, Rayssa Leal e Pedro Barros, na estreia da modalidade nos Jogos - os atletas ganharão o primeiro Centro Olímpico voltado ao esporte sobre quatro rodinhas. O complexo com mais de 3.100 metros quadrados será erguido na cidade de Campinas (SP), até o final de 2022. Esta é a previsão da Confederação Brasileira de Skate (CBSK), que firmou uma parceria com a prefeitura da cidade paulista, o Ministério da Cidadania e Secretaria Especial do Esporte.

Além de pistas de street, park e half pipe (vertical),o Centro Olímpico também terá locais para atividades administrativas e multidisciplinares (academia, fisioterapia, alojamento e alojamento). O complexo será construído em terreno disponível no Centro Esportivo de Alto Rendimento na cidade paulista, onde já ocorrem treinos de natação, atletismo, tênis e saltos ornamentais.

“O Centro Olímpico nos permitirá trabalhar com um planejamento mais assertivo e de acordo com os objetivos para a Seleção Brasileira de Skate e o ciclo de Paris 2024. Devido à necessidade de pistas adequadas e de um ambiente mais seguro em relação à pandemia, houve um desgaste muito grande nessa logística nos últimos anos, além do investimento financeiro, para que conseguíssemos oferecer a melhor estrutura para os skatistas se prepararem para os Jogos em Tóquio. É uma conquista importantíssima para o skate brasileiro e suas futuras gerações”, disse Eduardo Musa, presidente da CBSk, em nota da entidade.

A CSBK será responsável pelo projeto, que será doado ao município de Campinas para licitação. De acordo com a entidade, o Ministério da Cidadania investirá R$ 8 milhões no complexo, que serão repassados à prefeitura da cidade paulista, meio da Secretaria Especial do Esporte.

Fonte: Agenciabrasil

Postar um comentário

0 Comentários