Policiais militares participam de curso para identificar drogas apreendidas e combater tráfico, em Ariquemes



Militares são orientados quanto ao uso de substância que permite a identificação de cocaína e maconha

Militares do 7º Batalhão da Polícia Militar (7º BPM), em Ariquemes, participaram, na terça-feira (3), do curso de “capacitação em identificação preliminar em cocaína e maconha” promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec). O Batalhão foi escolhido ter sido um dos que mais tem feito apreensões de drogas, além de ser uma demanda antiga da tropa.

Ministrada por peritos criminais da Polícia Técnico-Científica (Politec), a ação faz parte de novas técnicas de identificação de drogas e vai ampliar a capacidade de repressão ao tráfico de entorpecentes na região de Ariquemes, além de otimizar o serviço policial. De janeiro a julho, o Batalhão já registrou 48 ocorrências de tráfico de drogas, uma média de uma ocorrência a cada quatro dias.

O perito criminal Danilo Pinheiro foi o responsável pela capacitação tanto teórica quanto prática. Os policiais militares puderam manipular os reagentes para identificar, preliminarmente, no local da abordagem, qual o tipo de entorpecentes apreendidos, cocaína ou maconha, ou mesmo se a substância é ilícita.

A primeira turma capacitou 10 policiais militares voluntários das frações: Força Tática, Patamo, Canil e Núcleo de Inteligência, que podem emitir o certificado pelo site da Escola do Governo.

A Politec ainda entregou os kits para a realização dos testes nas ocorrências de apreensões de drogas.

Fonte: Secom

Postar um comentário

0 Comentários