Em Cacoal, vereador eleito é investigado por ilícitos em gastos da campanha eleitoral de 2020



O juízo da 11ª. Zona Eleitoral de Cacoal abriu uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral contra o vereador eleito Magnilson da Silva Mota (PSC) por supostas práticas de ilícitos em gastos da campanha eleitoral de 2020. A ação foi ajuizada pelo Amarildo Verdan da Costa, o ´Amarildo Gerente do Pé Quente´.Na ação, ´Pé Quente´ alega que o colega de partido burlou as regras eleitorais e as regras de financiamento de campanha para se eleger vereador, praticando crime de abuso econômico, enumerando pelo menos seis irregularidades que podem leva-lo à cassação do mandato.

Dentre as acusações estão o pagamento de transporte em CPF particular e não da campanha eleitoral; confecção de material impresso subfaturado; não declaração na prestação de contas de gastos com material; Subfaturamento no valor declarado na confecção de placas de compensado; ausência de gastos com combustível na prestação de contas, dentre outras.

Na ação ´Pé Quente´ pediu uma liminar para que o Juízo da 11ª. Zona Eleitoral suspendesse o ato da diplomação de Magnilson, que não foi aceito, apesar “dos fortes indícios de irregularidades” cometidos na campanha eleitoral pelo acusado. Atualmente, o processo está em decurso de prazo das alegações finais das partes envolvidas.

Em dezembro do ano passado, a juíza eleitoral Emy Karla Yamamoto determinou a abertura da investigação judicial contra o vereador Magnilson e determinou a busca e apreensão junto a uma gráfica na cidade de Cerejeiras das notas fiscais emitidas para a execução dos materiais impressos da campanha do então candidato.

Outra determinação foi a expedição de Mandado de constatação do nome de quem se fez a venda de combustível da qual se apurou o saldo a retirar, conforme controle/a retirar n. 0862 no Auto Posto Rodovia do Café, localizado à Rodovia do Café, n. 5005 - Zona Rural, Cacoal/RO.

Segundo o denunciante, houve ausência de gastos com combustível na prestação de contas de campanha do vereador, embora tenha cadastrado um veículo palio e uma moto honda biz; Uma nota de combustível ´a retirar´ foi encontrada no Comitê Central de Campanha do candidato. Também não houve ausência de prestação de contas de gastos com produção de jingle e vídeos, de gastos com produção e criação de sítios na internet bem como impulsionamento, e com equipamento de sonorização usado em reuniões de campanha.

Fonte: Alorondonia

Postar um comentário

0 Comentários